Exoneração de gestora mostra disposição para a guerra no PT

A guerra interna do PT já começou a mostrar os seus efeitos. Depois que os dois candidatos às prévias, João da Costa e Maurício Rands, assumiram publicamente que não estão para brincadeira, deram início a uma luta voraz, cada um com a arma que possui. Anteontem, a artilharia do prefeito fez sua primeira vítima.

 Em San Martin, a gestora da creche municipal Futuro do Amanhã, Marlene Soares Custódia, foi dispensada, provavelmente por defender a candidatura de Maurício Rands. A exoneração foi noticiada pela colunista Renata Bezerra, da Folha.

 Pela manhã, coube ao secretário de Turismo e Governo, André Campos, explicar que não se tratou de retaliação por parte do prefeito João da Costa. Embora tenha admitido que substituições em cargos de confiança sejam naturais, sobretudo em época eleitoral. “Desconheço isso. Não acho que tenha sido retaliação. Mas é natural que se façam substituições de cargos”.

 A portaria de Marlene Soares foi publicada no Diário Oficial do dia 16 de abril, sob o número 1066. Ela estava lotada com a função de “provimento em comissão de Assistente de Serviços”. O prefeito baixou outra portaria, no mesmo dia, nomeando Ana Paula do Carmo de Santana para a mesma função.

Blog do Banana

Deixe seu comentário