Fachin diz que tendência do STF é manter sua decisão sobre a incompetência de Moro

O ministro Edson Fachin, que anulou as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao declarar a incompetência do ex-juiz Sergio Moro, condenado pelo Supremo Tribunal por parcialidade, avalia que sua decisão deve ser mantida hoje pelo plenário do Supremo Tribunal Federal. “Se o Tribunal mantiver os seus precedentes, o STF vai manter a decisão que eu tomei”, disse ele, em entrevista ao jornal Valor Econômico.

Fachin apontou que Moro foi considerado competente para julgar apenas os casos relativos à Petrobrás – o que não é o caso dos processos referentes ao ex-presidente Lula, condenado por “fatos indeterminados” por Moro, apontado por reportagem recente do Le Monde como um personagem que colaborou com os Estados Unidos num processo que visava, na realidade, destruir a economia do Brasil e a influência geopolítica do País.

Caso a liminar de Fachin seja mantida, assim como a decisão da Segunda Turma de que Moro foi parcial, os processos contra Lula teriam que recomeçar do zero. (247)

Deixe seu comentário