Fluxo de atendimentos de usuários da UPAE de Petrolina é otimizado

imageProcurando agilizar o fluxo de atendimento da Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UPAE) de Petrolina, está sendo otimizado no local o Acolhimento com Classificação de Risco, com o propósito de fazer o encaminhamento ao atendimento médico, por gravidade e não por ordem de chegada. A identificação é feita através de uma pulseira colorida que pode ser azul, verde, amarela e vermelha.

Este Protocolo é adotado em todas as Unidades de Pronto Atendimento (UPA), como forma de identificar a gravidade do estado de saúde do paciente e o tempo de espera recomendado para cada caso. A ideia é gerenciar o fluxo na unidade para que todos sejam atendidos de forma correta, respeitando a urgência de cada um.

As consultas são divididas em azul, verde, amarelo e vermelho, classificados respectivamente como casos crônicos, pouca urgência, urgência e emergência.

No primeiro caso são selecionados os pacientes que procuram a unidade para tomar alguma medicação já agendada anteriormente, vistos como quadro crônico sem sofrimento agudo ou caso social.

No segundo os avaliados como pouca urgência, sem risco de morte imediata e será atendido após os pacientes classificados como vermelho e amarelo.

Em seguida estão os usuários urgentes, que serão atendidos com prioridade sobre o verde e o azul, com tempo máximo de espera de 1h.

Por último temos os pacientes em situação de emergência que serão consultados de imediato.

Segundo a coordenadora geral da Unidade, Magnilde Alves, a ideia é que através do Acolhimento com Classificação de Risco o atendimento possa ser otimizado, garantido uma consulta em tempo ágil.

“Essa é uma necessidade para melhor organizar o fluxo, pois assim podemos garantir mais resolutividade e humanização ao paciente. Tudo é feito através da escuta qualificada e da tomada de dados vitais. Explicamos sempre a importância desse Protocolo, para que os usuários entendam que os atendimentos são realizados por ordem de prioridade, pois nosso dever é prezar pela vida e bem estar de todos que procuram o nosso serviço”, finaliza.

Ascom

Blog do Banana

Deixe seu comentário