Gravações apontam que Carlinhos Cachoeira tentou comprar partido

Segundo Polícia Federal, investidas foram no diretório do PRTB de Goiás.
Presidente do partido diz que denúncias ‘não fazem sentido’.

Gravações telefônicas feitas pela Polícia Federal e publicadas nesta terça-feira (1) pelos jornais Folha de S.Paulo e o Estado de S.Paulo apontam que o bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, teria tentado comprar um partido político.

No caso, a investida foi no diretório do PRTB de Goiás. O presidente nacional do PRTB, Levy Fidelix, é citado nas conversas, gravadas pela polícia em maio do ano passado. Fidelix disse que as acusações “não fazem sentido”, e que ele não conhece Carlinhos Cachoeira.

De acordo com as gravações, Idalberto Matias de Araújo, o Dadá, um dos auxiliares de Cachoeira, é quem sugere o partido para Cachoeira.

Dadá: O cara que é o presidente nacional. É um tal de Levy Fidelix. É difícil de mexer toda a vida, viu? É um cara complicado, mas eu acho que tem chance também.

Carlinhos: Ué, se negociar ele entregar o partido. Você acha que depois ele pode trair o ???

Dadá: Acho que tem que cumprir os acordos financeiros com ele escalonado. Tem que pagar na frente e tchau.

Carlinhos: É vou ver então.Tchau.

Fonte: G1

Blog do Banana

Deixe seu comentário