Guga Kuerten planeja trazer os melhores do mundo do tênis ao Brasil em 2014

Novak Djokovic, Rafael Nadal, Roger Federer, Andy Murray… ter os melhores tenistas do mundo desembarcando no Brasil para a disputa de um torneio é, hoje, apenas um sonho. Porém, no que depender do Gustavo Kuerten vai se tornar realidade em breve.

Melhor tenista da história do país e líder do ranking mundial durante 43 semanas, Guga pretende trazer o ATP Finals para o Brasil em 2014. O torneio, que ele venceu em 2000 quando ainda se chamava Masters Cup, reúne os oito melhores atletas da temporada para uma disputa no fim do ano.

– Eu mesmo vou para Miami para trazer a Masters Cup para o Brasil. É um dos torneios mais importantes do circuito internacional.

Este ano e em 2013 a ATP já tem contrato para que Londres receba a disputa. Até lá, ele pretende articular a viabilidade do seu plano, que foi inicialmente bem aceito:

– Eu vejo que existe uma oportunidade grande. O momento é propício: até olhando a figura dos acontecimentos existe sim uma chance real de trazer o torneio para o Brasil. Estou indo lá, sabendo os detalhes. Hoje, há pessoas com interesse de estar trazendo, já tenho contato com vários parceiros. É uma forma de dar a confiança para a ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) de que o Brasil é um sério candidato a trazer o evento.

De acordo com o tenista, as conversas com a ATP já acontecem “há alguns anos, mas agora começa a chegar em ajustes finais e decisões mais importantes”:

– Eles falaram que tem interesse de fazer o torneio aqui no Brasil e eu estar envolvido. Aí uma coisa leva a outra. Trata-se de um objetivo grande, e Rio de Janeiro e São Paulo já manifestaram interesse em organizar.

Jogo contra Federer

Aposentado das quadras desde 2008, Guga desde então se dedica ao Instituto Guga Kuerten, organização beneficente fundada por ele há mais de dez anos com sede em Florianópolis. Ele também organiza eventos e participa de ações para desenvolver o tênis até a Olimpíada de 2016, no Rio.

Apesar de problemas no quadril, principal motivo para a sua aposentadoria do esporte, Guga eventualmente também faz partidas amistosas contra grandes nomes da modalidade: no fim de 2010, ele venceu Andre Agassi em exibição realizada no Rio de Janeiro. Já no começo deste ano, ele acabou derrotado pelo argentino Juan Martín Del Potro.

Para os próximos meses, Guga considera a possibilidade de desafiar Roger Federer em um amistoso no país, já que o suíço já manifestou vontade de passar alguns dias na América do Sul no fim de 2012:

– Eles entraram em contato sim. Mas preciso ver se a “carcaça” aqui está preparada para enfrentar o Federer. Foi legal a experiência com o Del Potro, mas preciso acertar os detalhes com ele, para ver se está dentro do planejamento. Tem que ter tempo para a definição ser acertada e até para eu ter tempo para treinar (risos), pelo menos uns seis meses.

Fonte: R7

Blog do Banana

Deixe seu comentário