Ilha do Massangano recebe atrações do Aldeia Vale Dançar nesta quinta-feira (26)

A Ilha do Massangano, entre os municípios de Petrolina-PE e Juazeiro-BA, vai viver nesta quinta-feira (26), uma noite pra lá de especial e interessante. A partir das 19 horas, o festival Aldeia Vale Dançar desembarca na ilha, que ficou conhecida nacionalmente como o berço do Samba de Véio, trazendo uma programação gratuita com cinco atrações de várias partes do país.

E quem começa o movimento promovido pelo Sesc Petrolina é o grupo Peleja, de Recife-PE, que vai exibir o vídeo Muganga. Um filme que aborda a relação entre sambadores de Cavalo Marinho (manifestação tradicional da Zona da Mata Norte pernambucana), e artistas de teatro e dança que utilizam elementos desta brincadeira em suas criações. Depois, o grupo Peleja, de Salvador-BA, mostra o espetáculo, Cordões que é o resultado de uma investigação em dança impulsionada pela experiência do encontro entre a dançarina Carolina Laranjeira e a manifestação tradicional do Cavalo Marinho.

O público que for à Ilha do Massangano nesta quinta-feira poderá conferir ainda o espetáculo, Guarda Sonhos, do grupo Peleja de Recife – PE. Um momento de poesia e situações lúdicas com encenação de Tainá Barreto, que convida o espectador a uma viagem pelas sensações humanas ao contar histórias com seu corpo. Na seqüência, a Cia de Dança do Sesc Petrolina brinda os presentes com o espetáculo, Eu Vim da Ilha, que ganhou no início do ano os prêmios de Melhor Trilha Sonora e Melhor Espetáculo de Dança do Festival Janeiro de Grandes Espetáculos, em Recife – PE. E encerrando a programação, o Samba de Véio da Ilha do Massangano, uma das mais importantes manifestações populares, de tradição oral, do Vale do São Francisco, mostra a energia e o ritmo frenético dos dançarinos de pés descalços ao som de palmas e batuques.

O Festival Aldeia Vale Dançar começou no último dia 18, e desde então já percorreu vários lugares, a exemplo de escolas públicas de Petrolina, Sesc, Concha Acústica, Bambuzinho, Centro de Cultura João Gilberto (Juazeiro-BA) e a Ilha do Massangano, oferecendo oficinas de dança, mostras, espetáculos locais, nacionais e um seminário. O encerramento será nesta sexta-feira no Sesc Petrolina, com o “OverDança”, ou seja, 12 horas ininterruptas, começando às 16h do dia 27, com um mercado cultural, mesa redonda, mostra de dança de rua, intervenções e cena dançante até às 4 horas da madrugada do dia 28.

Fonte: Clas Comunicação

Blog do Banana

 

Deixe seu comentário