Obstetra do HDM/IMIP alerta para os riscos da gravidez na adolescência

A gravidez na adolescência é uma preocupação de saúde pública no Brasil e em nossa região. Geralmente está associada ao início cada vez mais precoce da atividade sexual que tem ocorrido na vida das jovens.

O Hospital Dom Malan/Gestão IMIP, referência em atendimento materno infantil na região realiza cerca de 500 partos por mês e desses, 12% em média são feitos em adolescentes. A unidade recebe usuárias de mais de 55 municípios, atendendo de forma interdisciplinar a adolescente gestante e não gestante prestando relevante serviço na assistência no planejamento familiar bem como na prevenção e tratamento dos problemas ginecológicos.

De acordo com o ginecologista e obstetra Euclides Marinho as principais consequências de uma gestação na adolescência são a hipertensão naDSC07322gestação, anemia, infecção urinária ou vaginal e o parto prematuro. “O corpo de uma adolescente na verdade ainda não está pronto para a maternidade e uma gestação nesse período da vida traz sérios riscos à vida da menina”, disse o médico que completou: “Geralmente esse tipo de gestação leva a paciente para a UTI obstétrica, onde ela precisa receber cuidados especiais”.

As adolescentes grávidas atendidas no HDM recebem apoio psicológico e orientação do Serviço Social da Unidade. Foi o que aconteceu com a adolescente J.R.S de 17 anos que teve a sua primeira filha no HDM e recebeu apoio das profissionais da instituição. “Minha gravidez não foi planejada, foi um susto e agora minha vida toda mudou”, declarou

Assessoria de Comunicação

Blog do Banana

 

Deixe seu comentário