Paulo Câmara lança maior programa estadual de formação para habilidades de futuro

Mais de 10 mil pessoas serão beneficiadas com projetos de qualificação do programa Forma.AI. Na solenidade, governador também anunciou edital para redução da pobreza extrema em Pernambuco

O governador Paulo Câmara lançou, nesta quinta-feira (17.06), o maior programa estadual de formação de pessoas para as habilidades de futuro, o Forma.AI, estruturado para acompanhar a alta demanda por profissionais nas áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharias, Matemática e Computação. Na solenidade, também foi lançado o edital Contribuição da Ciência e Tecnologia para Redução da Pobreza Extrema em Pernambuco, com um investimento da ordem de R$ 2 milhões.

Até 2022, serão beneficiados com o Forma.AI, diretamente, mais de 10 mil pernambucanos, entre estudantes técnicos do ensino médio, de graduação e de pós-graduação, professores de ensino técnico e superior, empreendedores e trabalhadores do setor privado. “É um programa importante, que vai capacitar tanto os estudantes como os profissionais que já estão no mercado de trabalho, buscando dar um foco prioritário à questão da ciência e demais áreas. Isso só reforça a economia do conhecimento entrando com muita força em Pernambuco, através do poder público, com a criação de uma política tão importante”, afirmou Paulo Câmara.

Os projetos ainda alcançarão, indiretamente, outras 42 mil pessoas, totalizando um investimento de R$ 8,12 milhões. O Forma.AI é composto por sete projetos: Programa de Residências Tecnológicas (Resitec), Programa de Extensão Tecnológica (PET), PET Social Code, Negócios 4.0, Programa.AI, Prouni-Stricto e Train The Trainers, todos desenvolvidos para atender as necessidades específicas de cada público-alvo. Também são decisivos para reduzir a evasão de profissionais pernambucanos qualificados, garantindo competitividade às diversas cadeias produtivas locais.

O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lucas Ramos, ressaltou que o conceito do Forma.AI é entregar aos pernambucanos uma política pública flexível, que possa acompanhar as transformações socioeconômicas, especialmente a demanda por profissionais qualificados em um mercado cada vez mais digital.

“É um arrojado programa de formação, que demonstra o compromisso do Governo em construir o futuro do nosso Estado. Pensar em um programa estático, voltado para um único público-alvo, tornaria o Forma.AI obsoleto em menos de um ano. Por isso, construímos uma grande plataforma com projetos específicos, mas plenamente adaptáveis às novas necessidades, que amplia a sinergia entre academia e setores produtivos e otimiza toda a expertise da Secti e de suas instituições vinculadas”, explicou Lucas Ramos, enfatizando que as capacitações serão financiadas com recursos de Tesouro Estadual.

COMBATE À POBREZA – O edital de Contribuição da Ciência e Tecnologia para Redução da Pobreza Extrema em Pernambuco é uma iniciativa da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco, órgão ligado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). É o primeiro edital da Facepe focado na questão do desenvolvimento social, e tem por objetivo apoiar propostas que utilizem a Ciência e da Tecnologia no apoio a políticas públicas inclusivas para redução de situações de extrema pobreza. Cada projeto deverá propor um estudo multidimensional, com a participação efetiva de diferentes especialistas que possam atuar no tema em regime de cooperação e complementaridade.

De acordo com o presidente da Facepe, Fernando Jucá, serão destinados até R$ 200 mil reais por proposta em custeio. “Esse edital prevê investimentos da ordem de dois milhões. A ideia é que tenhamos pelo menos dez propostas e um período de execução de até dezoito meses. A gente tem pressa para resolver um problema muito sério, e usar a ciência e tecnologia nessa direção é fundamental”, disse Jucá.

Podem participar pesquisadores doutores vinculados a instituições de caráter educativo, científico ou tecnológico situadas em Pernambuco. O formulário eletrônico estará disponível no sistema AgilFAP a partir desta sexta-feira (18.06). As propostas devem ser submetidas até o dia 28 de junho e os resultados serão divulgados no site da Facepe e no Diário Oficial do Estado, no dia 17 de julho.

Também participaram da solenidade o diretor de Ambientes de Inovação e Formação Superior da Secti, Carmelo Filho; e a diretora de inovação da Facepe, Aronita Rosenblatt.

Deixe seu comentário