PMDB deixa futuro do partido nas mãos de Jarbas

imageOs integrantes do PMDB terão um encontro, na próxima quarta-feira (22), para entregar ao senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) a condução das negociações que serão tomadas junto com o governador de Pernambuco e presidenciável, Eduardo Campos (PSB), acerca das eleições deste ano. Embora o deputado federal Raul Henry (PMDB-PE) seja cotado para ser vice do candidato a ser indicado pelo chefe do Executivo pernambucano, a inclusão de Henry na chapa estadual a ser encabeçada pela sigla socialista coloca em risco os planos de Jarbas, pois, neste caso, o parlamentar abriria mão do Senado cedendo a vaga para o ex-ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho (PSB).

Durante o ano de 2013, membros do PMDB apontaram sempre a reeleição de Jarbas como a prioridade máxima do partido. Entretanto, a falta de apoio para uma disputa do senador pode fazer com que a inclusão de Raul Henry na chapa do sucessor de Campos se torne uma garantia maior de preservar a atuação do partido em Pernambuco, que possui Jarbas e Henry como as únicas vozes expressivas no estado.

Deixar a disputa pelo Senado não seria interessante para o PMDB pelo fato de que a legenda perderia o seu maior nome em Pernambuco que tem projeção nacional. Mas, por outro lado, o PSB ainda não tem um senador pelo estado.

A possibilidade de Jarbas não tentar a reeleição já havia sido criticada pelo presidente estadual do PMDB, Dorany Sampaio. Na última terça-feira (14), o peemedebista afirmou que tirar Jarbas do Senado seria uma “aventura realizada pelo governador”, e afirmou que o cenário ainda não havia sido debatido internamente na legenda. (PE247)

Blog do Banana

Deixe seu comentário