Prefeito de Petrolina estimula debate sobre o Enem no Vale do São Francisco

Discutir maneiras de melhorar o acesso do estudante da região à Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) foi o objetivo de diversas autoridades políticas de Pernambuco e Bahia, representações estudantis, de universidades, faculdades locais e de curso preparatórios que se reuniram, na noite dessa quinta-feira (19), na Câmara de Vereadores de Petrolina. O evento, organizado pela Comissão de Negócios Municipais (CNM), discutiu as falhas do Enem e evidenciou a insatisfação dos estudantes do Vale do São Francisco sobre o Exame.

Entre os presentes na ocasião, estavam o vice-reitor da Univasf, Prof. Dr. Télio Nobre Leite, que ressaltou a importância desse debate; o deputado estadual e presidente da CNM, Odacy Amorim, que salientou que a universidade é a maior conquista do sertão nordestino e defendeu uma “blindagem” no acesso à Univasf; além do diretor-presidente da Autarquia Educacional do Vale do São Francisco, prof. Rinaldo Remígio, que também cobrou medidas protecionistas para os estudantes sertanejos.

Representando o prefeito de Petrolina, Julio Lossio, o diretor-presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA), Geraldo Junior foi ovacionado pelo público presente quando sugeriu que a Univasf, assim como outras universidades federais e estaduais brasileiras, tenha seu sistema próprio de seleção. “A Univasf, que forma profissionais de várias áreas, possui capacidade de ter um sistema próprio de ingresso”, defendeu Geraldo Junior.

Para a maioria dos estudantes que participaram da audiência, o Enem, criado para corrigir uma desatenção história com o sertão nordestino, é um processo seletivo que não favorece os estudantes locais. E mesmo o Governo Federal tendo investido R$ 150 milhões para implantação do exame, nos anos de 2009 a 2011 aconteceram falhas por parte da organização e vazamento de temas da redação, de algumas questões e até de provas.

Com o objetivo que abrir a discussão sobre o assunto e criar medidas que favorecessem os estudantes do Vale do São Francisco, em março deste ano, o prefeito Julio Lossio enviou ao ministro da Educação, Aloizio Mercadante, uma solicitação para exclusão do Enem como única forma de ingresso à Univasf. Em resposta à solicitação do prefeito, o Ministério da Educação informou que o assunto já foi encaminhado para o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (INEP), onde está sendo analisada sua viabilidade.

Texto: Carol Souza

Blog do Banana

Deixe seu comentário