Prefeito reúne-se com enfermeiros para elaboração dos protocolos clínicos da categoria

Enfermeiros, dentistas, médicos, nutricionistas, farmacêuticos e gestores da Secretaria Municipal de Saúde estiveram reunidos na sede regional da Associação Brasileira de Odontologia no intuito de construir os protocolos clínicos que irão respaldar o trabalho dos enfermeiros atuantes na Estratégia de Saúde da Família – ESF, em Petrolina. O encontro foi aberto pelo prefeito Julio Lossio e pela secretária Municipal de Saúde, Lucia Giesta, que contribuíram com as discussões durante a manhã.

Na reunião, os participantes discutiram a elaboração final dos protocolos assistenciais de Atenção Básica à Saúde, com ênfase nas competências e atribuições dos profissionais de enfermagem em processos terapêuticos e de diagnóstico, no contexto dos programas de saúde pública do Ministério da Saúde (MS). “Trabalhamos com protocolos referentes à saúde da mãe e do bebê, saúde do homem e doenças negligenciáveis, saúde da mulher, hipertensão e diabetes, pois estas áreas foram definidas como prioritárias. A ideia é organizar, direcionar e regulamentar a conduta desse profissional de saúde a partir de evidências científicas respaldadas pelo MS”, explicou a secretária Municipal de Saúde, Lúcia Giesta, informado que um decreto municipal vai autenticar as orientações contidas nos protocolos.

“Os protocolos vão servir para respaldar o atendimento e dizer o que podemos ou não fazer. É muito importante saber como proceder numa consulta e o que podemos prescrever. Ter isso em um decreto vai respaldar o nosso trabalho caso venha a acontecer algum problema no futuro e garantir também o bom atendimento”, afirmou a enfermeira Karina Silva Souza, que atende na unidade de Atendimento Multiprofissional Especializado – AME Saúde da Família do bairro Dom Avelar. “Isso dá mais segurança para a população que passa por procedimentos respaldados legalmente e eleva a autoestima do profissional de enfermagem que está sendo reconhecido pelo gestor do serviço onde trabalha”, completou Luciana Mendes, que é enfermeira da AME do bairro Vila Eduardo, presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS) e representante do Conselho Regional de Enfermagem em Petrolina.

Deixe seu comentário