Revide tucano: Daniel pode enfrentar Câmara e Armando

imagemO deputado estadual Daniel Coelho(PSDB) está em stand by para uma mudança em seus planos de disputar uma cadeira na Câmara federal em outubro próximo, e, em vez disso, sair candidato ao governo do Estado. Ou até mesmo para senador. É que os tucanos estão de sobreaviso ante a possibilidade de se confirmar a disposição do ex-governador Eduardo Campos(PSB) de reavaliar a aliança com os tucanos em Minas Gerais, passando a defender candidatura própria do seu partido naquele Estado.

Coelho manteve ontem à noite reunião com o presidente estadual do PSDB, deputado Bruno Araujo, onde se discutiu a possibilidade de uma candidatura tucana a governador de Pernambuco, enfrentando o candidato de Eduardo, Paulo Câmara(PSB), ou ao Senado, a depender das circunstâncias.

Aécio e Eduardo começam a se desentender onde tudo indicava que estava tudo acertado. Um apoiaria o candidato do outro aos governos de seus respectivos Estados. Mas Eduardo Campos passou a considerar a hipótese de lançar um nome próprio em Minas Gerais. É aí que entra Daniel Coelho e sua candidatura a governador, o revide tucano nas articulações de Eduardo em Minas.

COMEÇA A BATER

Do lado socialista, tudo indica que o jogo faz parte de mudança de estratégia de Eduardo Campos, que não sai do lugar nas pesquisas, enquanto o concorrente tucano avança em quase todas. Nessa movimentação toda está, também, o dedo de Marina Silva, que ontem foi bem clara na insatisfação contra o modo de atuar do tucano mineiro. ‘’Aécio trata os demais partidos como se fossem auxiliares do dele’’, como se ”já estivesser no segundo turno”. Isso após ter ocupado as primeiras páginas dos jornais com o petardo de que ”Aécio tem a cara da derrota”, declaração essa que teve o respaldo declarado de Eduardo Campos.

O discurso de Marina se encaixaria na nova postura socialista, de passar a bater no mineiro, para derrubá-lo nas pesquisas, e ocupar o segundo lugar no primeiro turno, indo à final contra Dilma no segundo. É o assunto do momento no quadro sucessório em Pernambuco, com possíveis desdobramentos nas próximas horas. (Magno Martins)

Blog do Banana

Deixe seu comentário