Ronaldo lamenta que ainda se fale em seu problema na final de 1998

Ronaldo Fenômeno lamentou em sua conta no Twitter que, 14 anos depois, “oportunistas” ainda tentem “ganhar espaço na mídia internacional” com polêmicas sobre a Copa do Mundo de 1998, que o Brasil perdeu para a França por 3 a 0.

O maior goleador da história das copas estava se referindo ao cardiologista italiano Bruno Carù, quem em entrevista divulgada nesta sexta-feira garantiu que Ronaldo sofreu uma crise cardíaca antes da final, que jogou com evidentes problemas físicos.

O então principal jogador do Brasil, segundo a versão oficial, sofreu uma convulsão poucas horas antes da partida, cuja origem não foi esclarecida.

Ronaldo foi submetido a diversos exames e os médicos autorizaram que jogasse na decisão, na qual se mostrou fraco e lento.

Carù disse nesta sexta-feira à imprensa italiana que teve acesso aos exames realizados e assegurou que os problemas sofridos pelo jogador tiveram como origem uma crise cardíaca, o que lhe causou a convulsão.

O problema teria sido causado pelo tempo que Ronaldo passou deitado na cama em uma posição ruim, “com a cabeça de um modo não natural”, o que exerceu uma pressão exagerada sobre o glômus carotídeo, um pequeno órgão responsável pela regulação da frequência cardíaca e da pressão arterial, disse Carù.

Em sua mensagem no Twitter, o ex-jogador desqualificou essa versão e disse ter certeza de “que todo esse assunto foi exaustivamente apurado e está mais do que superado”. EFE

Fonte: Yahoo.com

Deixe seu comentário