Secretaria de Saúde ministra palestra para estudantes no dia Internacional da Mulher

Para comemorar o Dia Internacional da Mulher, o Núcleo de Prevenção da Violência e Acidentes, Promoção da Saúde e Cultura de Paz da Secretaria Municipal de Saúde, organizou uma programação de discussões sobre prevenção das violências, no intuito de levar a comunidade a refletir sobre o tema que afeta toda a estrutura familiar. As atividades aconteceram na última quinta-feira (08), na Escola Estadual Manoel Messias Barbosa, na Agrovila Massangano, e na sexta-feira (09), na Unidade Básica de Saúde de Izacolândia.

A coordenadora do Núcleo, Rosicleide Soares, e a coordenadora do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), Edna Carvalho, exibiram vídeos, falaram sobre as contribuições trazidas pela Lei Maria da Penha e sobre os tipos de violência, focando aquela que acontece dentro de casa, especialmente a violência contra a mulher. “As pessoas costumam pensar que só existe a violência física, mas a agressão psicológica, sexual e moral também deixam suas marcas. Apresentando essa discussão, nós sensibilizamos a comunidade para a questão e contribuímos para a redução dos índices de violência contra a mulher”, frisou Rosicleide Soares, salientando que hoje as mulheres sabem que podem pedir ajuda e que existem locais para recebê-las.

Para a estudante Maria Regina da Silva, a palestra serviu para alertar as pessoas sobre a existência desse tipo de violência e prevenir a agressão contra as mulheres. “Essa palestra foi muito importante porque chamou a nossa atenção para coisas que a gente faz e nem percebe. Às vezes, cometemos um ato de violência e não nos damos conta, principalmente, os rapazes, por isso foi bom ter a participação deles aqui”, afirmou. A gestora da Escola Estadual Manoel Messias Barbosa, Ana Lucia Gomes Barbosa, ressaltou ainda a importância de levar o assunto para dentro da escola como uma forma de orientar os estudantes a buscar ajuda caso sofram algum tipo de violência.

Durante as atividades foram disponibilizados também os serviços de verificação de pressão arterial, teste de glicemia e orientações sobre os cuidados com o corpo, com o apoio da equipe do Núcleo e do Educador Físico do Programa Academia das Cidades, Alexandre Oliveira Ramos da Silva. Na Unidade Básica de Saúde de Izacolândia, as mulheres da comunidade ainda participaram de uma oficina sobre violência intrafamiliar contra crianças e adolescentes, ministrada por estudantes da área de saúde da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), integrantes do Programa PET-Violência.

 

Texto e Foto: Eneida Trindade

Blog do Banana

Deixe seu comentário