Secretaria Municipal de Saúde de Petrolina alerta sobre acidentes com animais peçonhentos

imageEntre os meses de janeiro e dezembro de 2013, a secretaria Municipal de Saúde de Petrolina (SMS) registrou 149 casos de acidentes com animais peçonhentos – aranhas, escorpiões, abelhas, lagarta e outros -, desse total, 63 casos foram com escorpiões, sendo 74% destes casos na zona urbana do município.

A maior incidência de acidentes acontece durante o período chuvoso, já que os animais peçonhentos saem dos seus esconderijos à procura de um novo abrigo, tanto em áreas urbanas quanto rurais.

O veterinário Washington Luiz Gonçalves esclarece que a melhor medida é sempre a prevenção. “Existem algumas medidas preventivas eficazes no combate destes animais. Manter a casa e a área ao redor limpas, não acumulando entulhos, limpar terrenos baldios situados a cerca de dois metros das redondezas dos imóveis, remover folhagens, arbustos e trepadeiras junto às paredes externas e muros, manter fossas sépticas bem vedadas, para evitar a passagem de baratas e escorpiões, são alguns exemplos”, explica.

Na rede do Sistema Único de Saúde (SUS), em Petrolina, os soros antipeçonhentos são disponibilizados no Hospital Universitário e no Hospital Dom Malan, em casos de acidentes com crianças. “Após a picada, a pessoa deve ser encaminhada, o mais rápido possível, para o hospital. A identificação do animal responsável pelo acidente facilita o diagnóstico e o tratamento”, complementa Gonçalves.

Existem alguns cuidados a serem tomados após a picada do animal como não amarrar o membro acidentado, não sugar o ferimento com a boca, também não é indicada a aplicação de qualquer tipo de substancia (pó de café, álcool, urina, entre outros) na lesão, além de deixar o membro atingido em uma posição mais elevada em relação ao corpo.

Ascom PMP

Blog do Banana

Deixe seu comentário