Senador baiano desce a madeira no ministro Fernando Bezerra

“Finalmente o ministro Fernando Bezerra anunciou que vai liberar um recurso complementar de R$ 20 milhões para os municípios que estão em situação de emergência na Bahia por causa da seca”. Foi o que disse ontem (05) o líder do PT no Senado, Walter Pinheiro, que vinha cobrando os recursos desde a assinatura do convênio que repassou para a Bahia o valor de R$ 10 milhões, em 26 de março. “Naquele dia eu falei pra ele que o valor era importante, mas insuficiente para a quantidade de municípios atingidos”, disse.

 

Pinheiro informou também que está cobrando agilidade na liberação de recursos de outras fontes federais. São R$ 25 milhões para máquinas e R$ 9 milhões para construção de poços, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, além de R$ 118 milhões para projetos de sistemas de abastecimento da Embasa que estavam previstos para o PAC 1, com recursos do Ministério da Integração Nacional e ainda não foram liberados. “Tivemos a confirmação dos ministros das respectivas pastas para os procedimentos, agora estamos cobrando pressa, porque a fome e a sede não esperam e estão castigando todo o Nordeste, principalmente a Bahia que tem 70% do seu território no Semiárido”, disse.

Segundo o senador, o ministro Pepe Vargas (Desenvolvimento Agrário)  deve vir a Salvador na próxima terça-feira (10) para a entrega de máquinas agrícolas. “Estou recomendando que ele aproveite para assinar convênios para a liberação imediata dos outros recursos”, destacou. Outra frente que Pinheiro informou estar atuando é na renegociação das dívidas dos agricultores vítimas da longa estiagem, além da liberação de crédito emergencial e o pagamento imediato do Seguro Safra, que é da ordem de R$ 600 reais para cada agricultor. Na tarde do dia 04,  Pinheiro fez um discurso no Senado, cobrando o fim da “morosidade” na liberação das verbas federais.

Com informações da ascom do Senador Walter Pinheiro

Deixe seu comentário