Sobraram: Cúmplices de Roberto Carlos também serão indiciados

Os oito funcionários fantasmas do Deputado Roberto Carlos (PDT), de Juazeiro,  também serão indiciados pela Polícia Federal. O grupo  que o deputado formou para desviar dinheiro público  irá responder pelos mesmos crimes do parlamentar baiano, entres eles  o de formação de quadrilha, peculato e lavagem de dinheiro

A PF cumpriu um mandato de busca e apreensão ontem (03) no gabinete do Deputado, em Salvador.  Os oito funcionários que Roberto contratou como assessores sequer pisaram na Assembleia Legislativa da Bahia. Os salários dos assessores variavam entre R$ 3 e R$ 5 mil. O montante mensal era sacado por uma pessoa e encaminhado à esposa e ao filho de Roberto.

Baseado nas informações da PF, e fazendo uma soma por baixo, em dois anos o ex – camelô pode ter colocado no bolso mais de R$ 500 mil de forma irregular.

 Blog do Banana

Deixe seu comentário