Trabalhadores aprovam em assembleia a pauta de reivindicação salarial do Vale do São Francisco

imageimageO Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolina (STR) promoveu a assembleia geral extraordinária dos trabalhadores da hortifruticultura do Vale do São Francisco. Durante o evento, realizado no SESI Petrolina-PE, no domingo (12), cerca de três mil trabalhadores da região aprovaram o documento que visa melhorar as condições de trabalho dos associados.

Representantes da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Irrigada de Pernambuco (Fetape), além sindicatos de Juazeiro–BA e de Lagoa Grande-PE também participaram do encontro que tem pauta unificada com as cidades do Vale do São Francisco. O ex-presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG) e atual deputado estadual, Manoel dos Santos, prestigiou o evento e parabenizou a região pela continuidade do trabalho desenvolvido em Pernambuco. “O que fazemos aqui nos dá força para ganharmos brigarmos pelas melhorias, não só da região, como de todo o estado”, comentou Manoel.

De acordo com o presidente do STR Petrolina, Francisco Pascoal Chicôu, a pauta de reivindicação tem mais de 90 cláusulas que será entregue à classe patronal ainda neste mês. Mesmo tendo contado com o apoio de um público expressivo, Chicôu ressaltou que “é necessário o reforço dos trabalhadores para que uma nova convenção coletiva seja aprovada e garanta melhorias para a vida dos assalariados”.

Entre os itens que serão levados para a mesa de negociação com o patronato da região na 20ª campanha salarial da região estão: o salário do trabalhador rural de R$ 812 e reajuste de 16% para os funcionários de empresas rurais que já ganham acima do salário mínimo, a partir de 1º de fevereiro deste ano; pagamento do vencimento deve ser feito até o segundo dia útil do mês; garantia de cesta básica; fim do contrato de safra, manobra que permite que o trabalhador fique sem seguro desemprego; extinguir o trabalho aos sábados, domingos e feriados; incluir as horas do trajeto de casa para o trabalho como hora extra ou incluídas na jornada de trabalho.

Da Ascom STR

Blog do Banana

Deixe seu comentário