Um em cada cinco contribuintes não faz direito as deduções do IR, diz pesquisa

Um em cada cinco brasileiros acha que não aproveita todas as oportunidades de dedução na declaração de Imposto de Renda. A conclusão é de um levantamento feito pela empresa DeclareCerto IOB.

A pesquisa, inédita, foi feita com 870 pessoas de todo o país logo após o fim do prazo de entrega do Imposto de Renda de 2011.

Questionados se têm certeza de que aproveitam todas as oportunidades de dedução previstas em lei, 7,89% dos entrevistados disseram que discordam totalmente da afirmação; 12,56% responderam que discordam parcialmente.

Assim, no total, 20,45% dos brasileiros assumiram que podem deixar de fora alguma oportunidade.

Como enviar a declaração

O contribuinte obrigado a enviar a declaração de Imposto de Renda é aquele que recebeu rendimentos tributáveis, como salários, pensões e aluguéis, superiores a R$ 23.499,15. Veja outras condições para envio do documento.

Muitos ainda ignoram dedução de INSS da empregada

Para o diretor do DeclareCerto, André Duarte, os contribuintes geralmente prestam atenção às deduções que estão mais claras nas regras da Receita Federal, como aquelas com educação e saúde.

“Mas muita gente não sabe que pode, por exemplo, deduzir o INSS pago à empregada doméstica”, afirma.

Ele cita outro exemplo de dedução possível e pouco conhecida: a que pode ser feita com o gasto com cadeiras de rodas e próteses dentárias e ortopédicas. “As pessoas geralmente só sabem das deduções relativas ao gasto com as consultas médicas.”

Mais de 43% pedem ajuda para fazer a declaração

De maneira geral, no entanto, os brasileiros se dizem à vontade com a declaração. Mais de 50% dos entrevistados consideram que aproveitam todas as deduções possíveis.

Pouco menos de 10% acham o preenchimento da declaração “muito difícil”. Para 39%, o preenchimento é “muito fácil” ou “fácil”. Para 40,34%, a dificuldade é apenas “mediana”.

Apesar disso, segundo a pesquisa da DeclareCerto IOB, mais de 43% dos brasileiros pedem ajuda na hora de fazer o Imposto de Renda. Apenas 23,5% dos entrevistados disseram não precisar de nenhum tipo de apoio no momento do preenchimento.

A maior parte dos entrevistadosdisse, também, que não entende de Imposto de Renda. Diante a afirmação “entendo muito de Imposto de Renda” apenas 4,51% concordaram. Outros 55,09 discordaram “totalmente” ou “parcialmente”.

Fonte: Uol Notícias

Blog do Banana

Deixe seu comentário