Vale Dançar prossegue com uma vasta e diversificada programação

imagemA sétima edição do Vale Dançar – Festival de Dança do Vale do São Francisco, apresenta neste sábado (26), domingo (27) e segunda-feira (28), uma programação repleta de espetáculos, oficinas, exposição e conversas sobre dança. O Festival, que teve início na última segunda-feira (21), e vai até o dia 30 deste mês, começa as atividades do sábado às 11h da manhã, com uma conversa sobre os processos criativos da Mostra 2 Minutos para Dança, reunindo Renata Camargo (Recife – PE) e Iratã Rocha (São Paulo – SP), sob a mediação de Jailson Lima. Na seqüência, o público também poderá conferir o Mundo do Circo, um espetáculo alegre e de muito colorido que o Núcleo de Dança do Sesc Petrolina apresenta às 16h no Teatro Dona Amélia.

Ainda durante a tarde, o palco da praça do Bambuzinho vai receber uma série de atrações que começa às 18h, com Demonstrações Oficinas de Dança, depois abre espaço para o Bolero de 4, com João Rafael Neto, de Salvador- BA, concluindo com Maria de Ascenso, uma apresentação de Maria Agrelli, de Recife – PE. E para completar a noite do sábado, a Cia de Dança do Sesc mostra às 20h no Teatro Dona Amélia o espetáculo Tatudobrega, e no espaço da Cantina, quem dá o tom musical a partir das 21h é a cantora Fabiana Santiago com o Show Retrô Visor.

E o Vale Dançar prossegue no domingo, logo a partir das 16h, com o Coletivo Trippé apresentando no Teatro Dona Amélia o espetáculo Meu Querido Catavento. Depois, as atenções se voltam para a praça do Bambuzinho, onde às 18h se revezam as atrações, Maria de Ascenso, Bolero de 4 e o grupo Tributo ao Corpo, de Riachão do Jacuípe – BA. E completando o domingo, às 20h, um Encontro Clássico de Ballet promete encher as dependências do Teatro Dona Amélia com muitos passos, movimentos e coreografias. 

Na segunda-feira, duas conversas com a dança vão movimentar o Sesc Petrolina. A partir das 14h, o bate-papo gira em torno da produção de dança no Vale do São Francisco, reunindo Jailson Lima, Marcos Aurélio, André Vitor Brandão, Adriano Alves e Fernando Barros, com mediação de Thom Galiano. E às 19h, o tema é a Dança Clássica em Petrolina, com Bruna Petito e Marina Salgado (São Paulo-SP) / Mediação: Leidy Costa (Petrolina – PE). Ainda como parte das atividades formativas do Festival, começa às 16h, na segunda-feira e prossegue até a quarta-feira o Seminário Pensamentos de um corpo que dança. O Seminário começa com o tema Processos Criativos em Dança e vai ocupar a Sala de Teatro do Sesc.

E também na segunda-feira tem na praça do Bambuzinho às 18h, o Capim Lelê, apresentado pela Comunidade de Coripós, de Santa Maria da Boa Vista – PE. E de volta ao Teatro Dona Amélia, a pedida às 20h, é conferir o espetáculo Aganjú, com a Cia Casa de Orates e, logo em seguida, às 21h, Performances, na Sala de Dança.

Serviço:

Programação completa: www.sescpe.com.br

Todos os espetáculos no Teatro Dona Amélia custarão R$ 3,00 (Comerciários e Estudantes) e R$ 6,00 (Público em geral), exceto na exibição do filme Pina e na mostra de solos, duos e grupos, que a entrada é franca.

As demais ações que acontecerão em outros espaços do Sesc, Centro de Cultura João Gilberto e Praça do Bambuzinho são gratuitos, porém, limitadas a capacidade do espaço.

 Oficinas de dança (Comerciário e bailarinos) R$ 15,00 e R$ 30,00 (Público em geral).

Clas Comunicação & Marketing

Deixe seu comentário