Vereador João Honorato fala ao blog sobre elefante branco de Dagmar

vereadorDepois da grande repercussão da matéria divulgada no blog sobre o elefante branco da ex-prefeita Dagmar Nogueira, o vereador João Honorato(PP) se posicionou sobre o assunto. Para o parlamentar, esse tipo de prática é comum no Brasil onde os gestores constroem obras sem planejamento, tornando-se um elefante branco, não valorizando os recursos públicos.

Segundo o vereador, o prédio poderia ser rediscutido  e mudado a sua finalidade de mercado público podendo ser instalado um mercado do produtor, já que Casa Nova tem um grande número de produtores fortalecendo a geração de emprego e renda, ou mesmo um centro administrativo,  já que a prefeitura tem um grande número de imóveis alugados, ocasionando um grande gasto com aluguéis e com a utilização do prédio, o que iria integrar todos os setores da prefeitura em um só local facilitando o atendimento social.

“Mas, antes de tomar uma decisão em relação ao uso do mercado, primeiro tem que ser debatido com a sociedade para não gerar outro equivoco.  A minha posição é uma coisa, a outra é  o pensamento dos 1400 eleitores que votaram em mim  que querem que esse R$ 1 milhão de reais voltem para o povo.  Imagine que a população de Casa Nova defina que o  Elefante Branco será o novo centro administrativo, veja quanto Casa Nova vai economizar com aluguéis.”, finaliza o vereador.

Sobre o plano diretor,  o parlamentar falou que a questão tem que voltar a ser debatida, já que o Governo do Estado na gestão do ex-prefeito Neco Biato entregou um plano bem definido, inclusive, com uma transporte coletivo de qualidade  para integrar os bairros , além da guarda municipal e a municipalização do trânsito. Mas, até hoje não saiu do papel e até hoje Casa Nova cresce de forma desordenada, afirmando que essa gestão deveria utilizar desse plano e adequar a nova realidade, inclusive, com a criação do código de postura que não permitia mais a construção de imóveis sem a licença de construção e não permitir as criação de novos loteamentos sem sua estrutura de água,  saneamento, pavimentação e luz elétrica.Um exemplo que o vereador fala é a falta de planejamento da construção dos  núcleos habitacionais São Francisco um  I e II, em que o mesmo pegou pesado na Câmara, a construção das casa naquele local.

Fica  a pergunta: Vai chegar água se perto da caixa água falta o líquido? Outro erro foi permitir a construção de fossas sépticas e a escolha do local que antes era um lixão, sabendo -se que onde tem lixo tem gás, o que não permite a segurança das casas  e , com as primeiras chuvas que caíram, deu para se perceber o danos que causou às famílias.

Blog do Banana

Deixe seu comentário