Chuva muda cenário e agricultores começam a fazer o plantio no Sertão

imageOs agricultores do distrito de Caititu, da Zona Rural de Petrolina, no Sertão pernambucano, estão animados com a oferta de água, gerada pelas últimas chuvas, e já iniciaram os plantios nas propriedades da região. O volume acumulado de chuvas chegou a 130,5 milímetros nos últimos dez dias do mês de dezembro em Petrolina, os reservatórios começaram a elevar os seus níveis, favorecendo a agricultura.

Adalberto Feliciano é agricultor do distrito de Caititu e relata que há dois anos estava sem plantação. Para sobreviver teve que trabalhar nos projetos irrigados da cidade. Com as recentes chuvas, ele plantou um hectare de feijão na sua propriedade.

imageA expectativa de Adalberto é colher uma média de seis sacas, aproximadamente 360 quilos do produto. “Está com muito tempo que eu não tinha plantação. Agora vamos colher, guardar uma parte para comer e o que sobrar eu vendo”, conta.

De acordo com relatos dos moradores do povoado de Caititu, cerca de dez anos que uma lagoa localizada na comunidade não completava a sua capacidade. Mas, a água das últimas chuvas preencheu parte do reservatório. Esta água vai poder aliviar a sede dos animais por quase um semestre.

“Passamos por uma fase muito difícil, mas agora eu considero que melhorou muito. Tenho uma crença de que todo ano que termina com o número quatro é de chuva. Um época boa de plantar e colher”, explica o morador de Caitutu, Bartolomeu Alves. Ele considera que os anos terminados com quatro são abundantes para a agricultura.

De acordo com dados do laboratório de meteorologia da Universidade Federal do Vale do São Francisco, “até o final do mês de janeiro vai continuar essa situação de chuvas com algumas pausas”, explica o meteorologista da Univasf, Mário de Miranda. (G1)

Blog do Banana

Deixe seu comentário