Festival “Aldeia Vale Dançar” reflete e impulsiona o crescimento do segmento de Dança em Petrolina

Encerrado no dia 27 de abril com 12 horas consecutivas de programação, o OverDança do Festival “Aldeia Vale Dançar”, uma realização do Sesc/Petrolina, em parceria com o Sesc Nacional, e com apoio da Prefeitura Municipal de Petrolina, através da Secretaria de Cultura, reflete, ao mesmo tempo em que impulsiona, a cena do segmento de dança na cidade de Petrolina.

O evento começou no dia 09 de abril, quando foram feitas oficinas para crianças, adolescentes e jovens da periferia em diversos estilos de dança. Nesses dezenove dias de festival, uma diversidade descentralizada de oficinas, que contemplou desde a sensibilização do corpo para dança até as preocupações técnicas com iluminação cênica, apresentações de grupos e artistas locais e nacionais em diversas modalidades de dança, cortejo, shows, palestras e seminários, brindou as comemorações ao mês da dança no município.

Realizado já há cinco anos, o Festival “Vale Dançar” recebeu, neste ano, o conceito de Aldeia. Resultado da adição de três ações, a abertura com um cortejo, o cruzamento com um projeto do Sesc Nacional e o encerramento com uma atividade ininterrupta de 12h, o “OverDança”. A nova titulação evidencia o crescimento do segmento da dança no cenário artístico da cidade de Petrolina.

Segundo o representante do segmento de dança no Conselho de Cultura de Petrolina, Marcos Aurélio, o Festival ‘Aldeia Vale Dançar’ além de refletir, tem contribuído para o desenvolvimento do setor na cidade, fomentando a organização dos grupos, possibilitando espaços de experimentação dos quais resultam novas companhias e espetáculos e ofertando formações dirigidas e continuadas aos profissionais em diferentes níveis. “A cidade tem vivido um novo momento para a cena de dança e é visível a contribuição que o Festival tem para este crescimento. Podemos tomar a quantidade de grupos que existiam e participavam do festival há 5 anos e a quantidade de grupos que existem e participaram ativamente do ‘Aldeia Vale Dançar’ deste ano”, afirmou.

Outro aspecto importante destacado por Marcos Aurélio é a oferta estratégica de oficinas em bairros e localidades que já possuíam movimentos de dança. “Dessa forma, as ações têm continuidade e favorecem o desenvolvimento do segmento”, ressaltou. Buscando a consolidação do segmento, a Secretaria de Cultura tem apoiado iniciativas que promovam a autonomia e auto-organização dos grupos de dança da cidade.

“Pela primeira vez, a Prefeitura de Petrolina entra com apoio ao evento, que abarca um importante setor da cultura local que é a dança e que congrega uma média de 35 grupos, é uma quantidade significativa e demanda políticas públicas específicas. Temos apoiado diversas atividades do segmento e, em especial, nos empenhando na construção de uma proposta de mapeamento e efetivação do Cadastro Cultural, o que nos possibilitará uma atuação mais incisiva e continuada”, afirmou a secretária de Cultura, Roberta Duarte.

Como meio de dar continuidade às ações do município no segmento de dança, a Prefeitura apoiou o Vale Dançar na realização de oficinas e espetáculos de dança em núcleos do Pró-Jovem e Escolas Municipais que foram agraciados, recentemente, com o Festival da Integração, que incluía os segmentos de teatro e dança.

Assessoria de Comunicação Social

Blog do Banana

Deixe seu comentário