“Pra eles não têm quarentena, esse é o trato da prefeitura de Petrolina com os trabalhadores da construção civil”, denuncia presidente da categoria

Nem mesmo a pandemia do coronavírus e os pedidos das autoridades da saúde para o isolamento social foram levados em conta na hora da paralização de algumas obras realizadas pela prefeitura de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Os trabalhadores estão expostos e aglomerados nos canteiros de obras, contrariando alguns decretos dos executivos, a vida e a contenção do vírus.

Parece até que a #Ficaemcasa anexada no portão da Secretaria da Saúde de Petrolina é celetista e escolhe quem pode ou não correr o risco de ser acometido pela Covid-19.

Cansados de esperar por uma providência do Prefeito Miguel Coelho, o Presidente do Sindicato da Construção Civil de Petrolina – Pedro Portugal, resolveu desabafar e cobrar a atenção do chefe do executivo.

“ Isso é a realidade com a vida e a segurança dos trabalhadores para eles não têm quarentena e eles são diferentes de quem? Isso é o trato que a empresa que a obra da Prefeitura tá fazendo com eles e muitos aqui ainda não receberam a quinzena o pagamento. Me diga se tem condições, será que eles não são pais de famílias? “, questionou o Presidente.

Entramos em contato com o setor de comunicação de obras do município, mas até o final desta matéria não recebemos a resposta do secretário da pasta.

Confira abaixo a íntegra do vídeo denúncia elaborado por Pedro Portugal.

Deixe seu comentário