Quase rompimento entre Dilma e Lula. Motivo: Gabrielli

Na sua coluna de hoje, Cláudio Humberto conta o fato adiante reproduzido, que, na verdade, poderá mexer torno do xadrez político futuro no País. Ou não, mas importante é, face ao seu ineditismo:

O ex-presidente Lula ficou tão irritado com a substituição, à sua revelia, de Sergio Gabrielli por Graça Foster na presidência da Petrobras, que desde então parou de procurar a presidenta Dilma para conversar. Ela o visitou em São Bernardo (SP), na véspera da posse do ministro Marcelo Crivella (Pesca), e foi recebida friamente. Isso estaria por trás do abatimento e emoção dela na despedida do ex-ministro Luiz Sérgio. Assessor que a acompanha há anos diz que Dilma ficou abatida após a visita a Lula, mas achava que era por causa da doença dele. Não era.

Em seu discurso, Dilma embargou a voz ao lembrar que às vezes é preciso ceder a imposições políticas em nome dos interesses do País.  Sergio Gabrielli assumiu sexta a Secretaria de Planejamento do governo de Jaques Wagner, na Bahia, nomeado a pedido de Lula. Na posse festiva, teve até mensagem de Lula saudando Sergio Gabrielli como “verdadeiro responsável” pela descoberta do pré sal.’

Fonte: Blog do Magno Martins

Blog do Banana

Deixe seu comentário