Sesc Petrolina encerra 7º Vale Dançar com atrações nesta terça e quarta-feira

imagemDepois de uma programação que começou no último dia 21, com muitos espetáculos, exposição de fotografias, intervenções urbanas, oficinas, conversas sobre dança e uma travessia poética, o Sesc Petrolina encerra a sétima edição do festival Vale Dançar com uma serie de atrações nesta terça (29) e quarta-feira (30).

O movimento começa logo a partir das 9h da terça-feira, com a oficina Intervenção Urbana, que está sendo ministrada na Sala de Dança pelo intérprete criador Iratã Rocha (São Paulo – SP). Às 16h, o seminário Pensamento de um corpo que dança, que começou no último dia 28, tem prosseguimento na Sala de Teatro com o tema Processos Criativos em Dança. E às 18h, com a proposta de oferecer cultura e lazer ao público comerciário que está saindo dos seus trabalhos, o Vale Dançar apresenta na praça do Bambuzinho uma seqüência de rápidos espetáculos que começa com a Cia de Dança Canuto mostrando, Êxtase. Depois o público vai conferir o Pastoril da Comunidade do João de Deus (Petrolina – PE), e em seguida o Grupo da Terceira Idade do Sesc Petrolina com o espetáculo Dançando o Brasil.

Na noite da terça-feira, o Teatro Dona Amélia recebe duas atrações: às 20h, a pedida é conferir o espetáculo (In) Provável da Cia de Dança do Sesc de Araripina – PE, e às 21h, na Sala de Danças uma serie de performances com vários bailarinos locais.

E no dia do encerramento, quarta-feira, além da exposição fotográfica Dança em foco: movimentos do Vale do São Francisco, que vem acontecendo desde o início do Festival, na Ala de Exposição do Sesc Petrolina, das 9h às 21h, o Vale Dançar movimenta a praça do Bambuzinho com mais duas atrações: o Reisado do São Gonçalo do Sitio Quilombola do Lambedor (Lagoa Grande –PE) e No Balanço da Baiana, com o Grupo de Dança da Terceira Idade do Sesc Petrolina. E fechando a programação no Teatro Dona Amélia, a Cia Balançarte ( Petrolina – PE), apresenta o espetáculo Chão, uma volta às raízes indígenas que busca resgatar a ligação perdida entre o homem a terra e a natureza.

Serviço:

Programação completa: www.sescpe.com.br

Todos os espetáculos no Teatro Dona Amélia custarão R$ 3,00 (Comerciários e Estudantes) e R$ 6,00 (Público em geral), exceto na exibição do filme Pina e na mostra de solos, duos e grupos, que a entrada é franca.

As demais ações que acontecerão em outros espaços do Sesc, Centro de Cultura João Gilberto e Praça do Bambuzinho são gratuitos, porém, limitadas a capacidade do espaço.

Oficinas de dança (Comerciário e bailarinos) R$ 15,00 e R$ 30,00 (Público em geral)

Deixe seu comentário