Sindsemp realiza blitze promovendo campanha em defesa da mulher, contra a violência e o feminicídio

O Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina esteve nesta segunda-feira (22) visitando diversas Unidades Básicas de Saúde, a fim de divulgar a campanha de proteção à mulher, contra a violência e o feminicídio: não deixe para amanhã, denuncie!

O presidente do Sindsemp, Walber Lins, acompanhado das diretoras financeira e de assuntos extraordinários, Elizete de Souza e Luciedna Batista,  visitaram o Centro de Especialidade Odontológicas de Petrolina, o Centro de Atenção Psicossocial Infanto – Juvenil Josemário Menezes (Capsi) e a Unidade Básica de Saúde Amália Granja de Alencar, na Vila Mocó.

Nosso papel enquanto entidade de classe é também o de envolvimento com problemas graves da sociedade como a violência contras as mulheres. Qualquer tipo de violência é inaceitável. O servidor público é um canal importante para multiplicar informações e essa campanha ganha força com cada um e cada uma,” destacou  a diretora financeira do Sindsemp, Elizete Souza.

Nós, mulheres e homens que fazemos o Sindsemp nos preocupamos com o problema da violência contra à mulher. Estamos promovendo essa campanha dando a nossa contribuição, para conscientizar nossas servidoras sobre os instrumentos que nós mulheres dispomos na rede de proteção e chamar a atenção dos nossos servidores, que são homens sobre as leis e o respeito às mulheres,” ressaltou  a diretora de assuntos extraordinários do Sindsemp, Luciedna Batista

O intuito da campanha é ressaltar a importância da denúncia em casos de agressão ou tentativa de assassinato de mulheres, prevenindo que o crime aconteça ou se agrave. Denunciar não é uma obrigação única da mulher que é vítima, mas trata-se de um dever da sociedade.

 Em todos os pontos de atendimento municipais de saúde visitados pelo Sindsemp, foram deixados panfletos que contém as principais informações sobre a lei Maria da Penha, com o número do disque denúncia nacional 180, o número da Patrulha da Mulher da Guarda Municipal de Petrolina para denúncias pelo 153 e o número da Ronda Maria da Penha da Polícia Militar que recebe denúncia pelo 190.

Não deixe para amanhã, denuncie!

Assessoria de Comunicação do Sindsemp.

Deixe seu comentário