Sondagem industrial aponta cenário estável, com leve melhora nos índices de emprego e produção, em fevereiro

A Sondagem Industrial de fevereiro, divulgada hoje (21) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), apontou cenário praticamente estável na comparação com janeiro. Os índices de produção e de emprego permanecem abaixo dos 50 pontos e abaixo das expectativas manifestadas pelo empresariado brasileiro no mês anterior. Apesar de registrarem queda na comparação com fevereiro de 2011, esses dois índices registraram alta na comparação com janeiro.

O índice relativo à produção registrou 46,5 pontos, ante os 45 pontos de janeiro e os 50,4 pontos de fevereiro do ano passado. De acordo com a CNI, é o sexto mês consecutivo que esse índice apresenta pontuação abaixo dos 50 pontos (linha divisória que indica o patamar projetado pelos empresários para o período).

Já o índice relativo a empregos registrou 48,3 pontos, ante os 47,1 registrados em janeiro e os 50,6 registrados em fevereiro do ano passado.

A CNI identificou aumento do percentual médio de Utilização da Capacidade Instalada (UCI), que passou de 69% para 71%. Apesar do crescimento, a confederação reitera que “a atividade industrial segue desaquecida”, com a UCI efetiva-usual registrando 42,9 pontos.

Apesar do “quadro desfavorável”, os empresários manifestaram expectativas “mais positivas” do que em janeiro. Na avaliação deles, a demanda prevista em fevereiro para o mês de março estava em 60,4 pontos, contra os 59,3 pontos previstos em janeiro referentes a fevereiro. Tendo como referência os mesmos períodos, as expectativas relativas à exportação apresentaram queda de 0,7 ponto, caindo de 51,9 pontos para 51,2 pontos.

Para a Sondagem Industrial, a CNI consultou 1.883 empresas entre os dias 1º e 14 de março.

Fonte: Agência Brasil

blog do Banana

 

 

Deixe seu comentário