Trabalho de parto mais longo da história demora 75 dias

Joanna Krzysztonek, da Polônia, teve que passar por um complicadíssimo trabalho de parto para poder dar à luz seus gêmeos. Foram 75 dias em uma posição desconfortável e até risco de infecção no útero para salvar a vida de seus filhos.

Tudo começou quando Joanna perdeu um dos trigêmeos que estava esperando, que nasceu antes da hora demais para poder sobreviver, em dezembro de 2011, segundo o tabloide Daily Mail.

Para que os outros dois não tivessem o mesmo destino, ela teve que deitar em uma posição de 35 graus para trás, ficando até eventualmente tonta. O intuito era deixar a cabeça dela abaixo da altura do quadril.

Deu certo. Em 15 de fevereiro de 2012, com cesariana, nasceram Iga e Ignacy. Eles nasceram com 8 meses de gestação, prematuros também, mas com vida. Ainda estão na incubadora, mas devem sair do hospital normalmente.

O doutor Zimmer, que cuidou do parto, explicou que o nascimento dos bebês havia começado em dezembro, quando o primeiro saiu. Só que ele conseguiu colocar o cordão umbilical de volta e manter os bebês lá até o tempo necessário, em fevereiro.

De acordo com o Daily Mail, o trabalho de parto foi o “mais demorado da história”.

Fonte: R7.com

Blog do Banana

Deixe seu comentário