Univasf não adere à paralisação nacional de instituições federais

univasf-blogdobananaProfessores da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) decidiram durante uma assembleia, realizada na tarde de terça-feira (22), que não vão aderir à paralisação nacional, pelo menos neste momento.

Em nota, os professores afirmaram que irão apoiar a greve dos técnicos e devem combinar uma data para realizar uma paralisação em conjunto: professores e técnicos. Na próxima assembleia, marcada para o dia 15 de maio, a pauta greve ainda poderá ser discutida pelo profissionais da educação.

O movimento grevista que foi deflagrado nesta terça-feira (22) é organizado pelo Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe). A greve das instituições federais foi aprovada desde o último dia 28 de março. Cinco campi e a reitoria do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) aderiram à paralisação.

Os servidores técnico-administrativos da Univasf estão em greve desde o dia 27 do mês passado. Entre as reivindicações estão o estabelecimento da carga horária de 30 horas semanais e uma progressão de capacitação por salto.

Mesmo com a greve, o Hospital Universitário, a comissão de concurso, o Centro de Atendimento de Psicologia (Cepsi) e setores financeiros da instituição continuam em funcionamento. (G1)

Blog do Banana

Deixe seu comentário