Eduardo: candidatura de Coelho não está descartada

“Trouxemos Fernando(Bezerra Coelho) para poder pressionar o PT a escolher, mas continua sendo um nome forte, em stand by”. Foi assim que o governador Eduardo Campos deixou escapar ontem, admitindo o que circula entre as muitas especulações que transitam pela cena política recifense em torno da sucessão do prefeito João da Costa: a possibilidade de o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, sair candidato não está descartada. A afirmação foi feita a Mariana Camarotti, em matéria especial para o Diario de Pernambuco, em Buenos Aires, Argentina, onde fica até amanhã. Eduardo também mostrou seu desagrado ante a mudança ocorrida em São Paulo, onde fez água a sua articulação com o prefeito Gilberto Kassab(PSD) em apoio do candidato petista a prefeito, Fernando Haddad, cenário desfeito com a candidatura do ex-prefeito José Serra(PSDB).

“Estava tudo certo. Eu levava o trem todo: PSB, Kassab e não ia ter Serra nem ninguém agora se tivesse sido tudo lançado. Mas perdeu-se o momento certo”, acrescentou, culpando o próprio Haddad pela indecisão existente agora sobre quem o PSB apoiará na capital paulista com a chegada de Serra, que larga na frente nas pesquisas. Ex-ministro da Educação, Haddad é o nome escolhido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para disputar a prefeitura da maior cidade do país. O governador demonstra partilhar da opinião de que as hesitações de Haddad foram a causa determinante para o fiasco da articulação paulista.

 

Fonte: Blog do Magno Martins

Blog do Banana

Deixe seu comentário