Secretaria de Saúde de PE confirma segunda morte por dengue deste ano

A Secretária de Saúde de Pernambuco confirmou, nesta terça-feira (17), a segunda morte, deste ano, por dengue no estado. A vítima foi uma mulher de 66 anos que morava no bairro de Jardim Fragoso, em Olinda. A idosa, que também tinha câncer, foi internada no dia 25 de fevereiro no Hospital Oswaldo Cruz, no Recife, e faleceu no dia 2 de março, vítima de dengue hemorrágica.

A Prefeitura de Olinda informou que, após a notificação do caso, foi feita uma inspeção nas proximidades da casa da idosa, ainda em março. Apenas um foco de dengue foi encontrado nas 191 casas visitadas pelos agentes de saúde, que eliminaram o ponto.

O primeiro óbito aconteceu no município de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. De acordo com informações da Secretaria de Saúde da cidade, a vítima foi um rapaz de 32 anos, morador do bairro de Padre Roma. Ele chegou a ser atendido nas Unidades de Pronto Atendimento do Engenho Velho e do Curado, duas vezes em cada uma. Outros 14 óbitos estão sendo investigados.

De acordo com a Secretária de Saúde do estado, 22.685 casos de dengue foram notificados até o dia 7 de abril, tendo sido confirmados 5.089 e descartados 3.817, o que representa um aumento de 63,78% em relação ao mesmo período de 2011, onde foram notificados 13.851 casos, sendo 5.613 confirmados.

Casos de dengue foram notificados em 169 municípios pernambucanos. Afogados da Ingazeira, São José do Egito, Jataúba, Itaquitinga, Fernando de Noronha, Condado, Carnaíba, Salgueiro, Iguaraci e Timbaúba estão entre os dez municípios com maior taxa de notificação em 2012 no estado, considerando o índice de dengue por grupo de 100 mil habitantes.

Até agora, foram notificados 116 casos de dengue grave no estado, ou seja, com complicação ou hemorrágica, com 20 confirmações. Em 2011, foram 249 casos confirmados no mesmo período.

Sintomas

Entre os sintomas que podem indicar que a pessoa está com dengue estão febre, dor de cabeça – principalmente na região da testa -, dores no corpo, falta de disposição e falta de vontade de se alimentar. A certeza do diagnóstico só é possível através de exame de sangue. O principal cuidado a ser tomado em relação a esses pacientes deve ser a hidratação.

 Fonte: G1 PE

Blog do Banana

 

Deixe seu comentário