Seca: Presidente da FETAPE diz que trabalhadores precisam sair às ruas para cobrar agilidade aos governantes

Na tarde dessa quarta-feira 3, numa entrevista à rádio “A Voz do São Francisco- Emissora Rural”, Doriel Barros, diretor da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco ( FETAPE) disse ao jornalista Claudio Farias que é preciso pressão social para a consolidação de políticas públicas que resolvam os efeitos da seca deste ano.

” Viemos aqui para conversar com os sindicatos. Precisamos botar os trabalhadores na ruas, cobrar dos gestores, dos governos municipais, do governo estadual o compromisso e a responsabilidade nesse momento difícil que vive a região. As estimativas mostram que nós teremos uma das piores secas dos últimos 40 anos”, ressaltou.

Segundo Doriel, o movimento sindical que representa os pequenos agricultores familiares no estado já vinha tentando estimular os governantes a realizar ações de infraestrutura para prevenir os males da estiagem.

Sobre as ações que o governo federal anunciou para combater as perda geradas pela falta de chuva, o dirigente da FETAPE cobrou agilidade.

” Nós consideramos como sendo importante que essas ações aconteçam de forma bastante urgente, para que essas políticas anunciadas pelo governo federal cheguem efetivamente aos trabalhadores. Não podemos esperar muito”.

Sobre o papel do governo estadual nessas questões, Doriel avaliou que “o estado de Pernambuco cresce mais que o Brasil, hoje, e tem condições de contribuir muito mais para enfrentamento desse momento que nós estamos vivendo”.

Para ele, o movimento sindical tem a responsabilidade de cobrar dos gestores públicos compromisso, para superar as mazelas sociais geradas pela escassez de água.

Blog do Banana

Deixe seu comentário